OSB apresenta concerto especial Dia dos Namorados no Theatro Municipal do Rio de Janeiro

0
121

“A tragédia e o amor da grande dramaturgia na música orquestral” – 
este é o tema do terceiro concerto da Série Em Foco, que será 
apresentado pela Orquestra Sinfônica Brasileira no próximo dia 12/06, 
às 20h, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Sob a regência de 
Tobias Volkmann, a orquestra irá executar um programa composto por 
obras de Beethoven, Fauré, Sibelius e Tchaikovsky. A OSB conta com a 
Lei Federal de Incentivo à Cultura.

A potente Abertura Egmont, de Beethoven para a peça de Goethe, dá 
início ao programa. Na sequência, a suíte de Pelléas et Mélisande, de 
Gabriel Fauré para a peça simbolista de Materlink, considerada a 
obra-prima orquestral do compositor francês. O programa segue com três 
movimentos da suíte de Jean Sibelius também para Pelléas et Mélisande. 
Fechando a noite, Abertura
Fantasia, de Romeu e Julieta, de Tchaikovsky para a mais popular obra 
de Shakespeare.

De acordo com o maestro Tobias Volkmann, o objetivo do programa é 
ressaltar o elemento música no contexto das grandes obras da 
dramaturgia. “Goethe, Maeterlink e Shakespeare estão muito bem 
representados nesse programa que fala sobre a música a serviço da 
literatura” – afirma o regente.

Fundada em 1940, a Orquestra Sinfônica Brasileira é reconhecida como 
um dos conjuntos sinfônicos mais importantes do país. Em seus 78 anos 
de trajetória ininterrupta, a OSB já realizou mais de cinco mil 
concertos e é reconhecida pelo pioneirismo de suas ações, tendo sido a 
primeira orquestra a realizar turnês pelo Brasil e exterior, 
apresentações ao ar livre e projetos de formação de plateia.

Composta atualmente por mais de 70 músicos brasileiros e estrangeiros, 
a OSB contempla uma programação regular de concertos, apresentações 
especiais e ações educativas, além de um amplo projeto de 
responsabilidade social e democratização de acesso à cultura.

Vencedor dos principais prêmios concedidos no Concurso Internacional 
de Regência Jorma Panula 2012, na Finlândia, e no Festival Musical 
Olympus de São Petersburgo em 2013, Tobias Volkmann vem atraindo 
atenção para interpretações consistentes tanto no repertório sinfônico 
quanto no teatro de ópera e balé. Com versatilidade e sofisticação, 
Volkmann mostra-se à
vontade em uma variedade de estilos, que se estende da interpretação 
historicamente informada da música do século XVIII às mais 
desafiadoras obras da música contemporânea, incluindo naturalmente o 
grande repertório romântico e a música brasileira em suas diversas 
vertentes.

Desde 2016 na posição de principal regente convidado da Orquestra 
Sinfônica Nacional da Universidade Federal Fluminense, Tobias Volkmann 
foi maestro titular da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio 
de Janeiro de 2016 a 2018. Em 2015 estreou na célebre sala Gewandhaus 
de Leipzig como convidado da temporada oficial do Coro e Orquestra 
Sinfônica da Rádio MDR. Em poucos anos foi convidado a dirigir em 
concerto um grande número de orquestras europeias e sul-americanas, 
destacando-se entre elas a Orquestra Sinfônica Estatal de São 
Petersburgo, Orquestra Sinfônica Estatal do Museu Hermitage, Sinfônica 
de Brandemburgo, Filarmônica de Pilsen, Orquestra Sinfônica do Porto 
Casa da Música, Orquestra Sinfônica do Chile, Orquestra Sinfônica do 
SODRE, Orquestra Sinfônica Brasileira, Filarmônica de Minas Gerais, 
Petrobras Sinfônica, Orquestra Sinfônica da UNCuyo – Mendoza, 
Orquestra Clássica da Universidade de Santiago, Orquestra Sinfônica do 
Paraná, Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e Orquestra Sinfônica da 
Universidade de São Paulo. Compromissos futuros incluem a estreia com 
a Orquestra Sinfônica Simón Bolívar da Venezuela.

PROGRAMA:

Ludwig Van Beethoven – Abertura Egmont (a partir da música incidental 
para a tragédia de Johann Wolfgang von Goethe)

Gabriel Fauré – Pelléas et Mélisande, Suite Op. 80 (a partir da música 
incidental para a peça homônima de Maurice Maeterlink)

          Prelúdio | Fileuse | Sicilienne | Mort de Mélisande

Jean Sibelius – Suíte Pelléas et Mélisande, Op. 46 (a partir da música 
incidental para a peça homônima de Maurice Maeterlink)

Em frente ao portão do Castelo | Uma fonte no Parque | A morte de Mélisande

Piotr Ilytch Tchaikovsky – Romeu e Julieta

Abertura fantasia

SERVIÇO:

Orquestra Sinfônica Brasileira (Série Em Foco)

Tobias Volkmann, regência

Dia 12 de junho de 2019 (quarta-feira), às 20h

Local: Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Endereço: Praça Floriano, s/nº – Cinelândia/Centro – Rio de Janeiro

Ingressos:

Frisa/Camarote: R$100,00 (R$50 meia)

Plateia: R$100,00 (R$50 meia)

Balcão Nobre: R$100,00 (R$50 meia)

Balcão Superior: R$50,00 (R$25 meia)

Balcão Superior Lateral:  R$40,00 (R$20 meia)

Galeria Central: R$30,00 (R$15 meia)

Galeria Lateral: R$20,00 (R$10 meia)

(à venda na bilheteria do Municipal e no site Ingresso Rápido)